O Meio e o Si

Seu blog de variedades, do trivial ao existencial.

Papa 2.0

pope-francis_2541160b

Sou cético e geralmente crítico quando o assunto é religião, apesar de entender seu papel. Tenho bronca particular com o Vaticano, principalmente seu histórico opressor, esbanjador e anacrônico. No entanto, tenho que admitir que Francisco é o melhor que se pode esperar de um papa. Finalmente um pontífice se propõe a seguir de forma mais coerente os ensinamentos de Cristo, ao invés de simplesmente continuar tocando a Igreja como uma instituição política com fins lucrativos.

Sempre me deixou perplexo a forma como a Igreja contradiz os valores pregados por seu inspirador, que incluíam: simplicidade, desapego material, amor ao próximo, igualdade perante Deus. A opulência do Vaticano, descaso com minorias como os homossexuais, machismo, corrupção, envolvimento com estados opressores, encobrimento de casos de pedofilia, entre outras transgressões, fizeram com que qualquer pessoa bem informada, católica ou não, se tornasse crítica da Igreja.

Pois surge um senhor simpático, carismático e de bom senso, e com seu jeito manso começa a se impor. Papa Francisco está aos poucos revendo valores e buscando guinar a Igreja na direção da tolerância, simplicidade e compaixão. Dentre suas posições destacam-se: 

  • Necessidade de a Igreja envolver-se mais no combate à pobreza e desigualdade no mundo.
  • Maior transparência na gestão financeira do Banco do Vaticano, incluindo investigações de corrupção.
  • Demissão do bispo alemão que construiu mansão de dezenas de milhões de dólares de origem duvidosa.
  • Recusa a regalias papais, como suíte suntuosa, transporte próprio e estadia em hotéis caros.
  • Mais interação com o povo e menos com burocratas e políticos.
  • Permissão para que divorciados comunguem.
  • Apelo aos colegas de Igreja para que “deixem os homossexuais em paz”.
  • Defesa por papéis de maior importância às mulheres.
  • Maior aproximação com líderes de outras religiões.
  • Pedido de desculpas e promessa de medidas mais duras contra os escândalos de pedofilia.

É claro que Francisco segue sendo papa e, como tal, existem fronteiras que não pode cruzar – ou simplesmente não está disposto. Uma delas é apoiar o uso de preservativos que, principalmente em regiões como a África, salvariam vidas. Outra é a questão de se opor ao aborto em qualquer circunstância, o que sempre gera polêmica. Especula-se que estaria disposto a rever o celibato – que é uma prática relativamente recente e alguns sugerem servir sobretudo para manter a herança dentro da Igreja – mas por ora mantém o status quo.

No entanto, para bem ou para mal, um papa precisa ter um mínimo de consistência em seu discurso. Seria inocente pensar que mudanças mais radicais do que as atuais pudessem ocorrer de forma rápida dentro de uma instituição tão poderosa e estruturada. Acredito também que sua postura liberal seja parte de uma estratégia de marketing da Igreja que, como no caso de uma empresa mal gerida, tem visto sua clientela diminuir ano após ano. Esse reposicionamento de “branding” já está gerando frutos e espera-se que, com sua simpatia e discurso progressivo, o papa – seu “CEO” – esteja trazendo principalmente os jovens de volta à Igreja. A meu ver, trata-se inclusive do lado menos comemorável disso tudo. 

De qualquer maneira, acredito na sinceridade do Papa Francisco assim como nas suas intenções. Enquanto houver Igreja, sem dúvida é melhor que haja alguém como Francisco à sua frente.

Veja também Resposta a um amigo religioso e Graças a Darwin! Foto: AFP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 16 de dezembro de 2013 por em FILOSOFIA & INDIVÍDUO, SOCIEDADE & POLÍTICA e marcado , , , , , , .

Digite seu endereço de email para acompanhar este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 206 outros seguidores

Curta página no facebook

Siga no Twitter

%d blogueiros gostam disto: